REDE RADIOFÔNICA DOS BRUXOS
Wimborne, 19 de dezembro de 2017.




- Salve, salve bruxinhas e bruxões! Eu, Stefanie "Stefanlicia" Filterborg estou mais uma vez aqui para fazer a alegria a todos com o meu, o seu, o nosso... Varinha Mágica!

Toca o jingle da Varinha Mágica

- Não, vocês não estão com o relógio errado, meus queridos, graças a uma mudança especial, para trazer ao vivo a partida de quadribol direto do estádio dos WIMBORNE WASPS, estou mais cedinho com vocês. Siiiiim! Vocês vão ter que me aturar, mas não vim sozinha, se é o que acharam. Junto comigo, ele, o rei do estilo e a graça em pessoa... seja bem-vindooo... Sebaaaastian Whisp!

Palmas e gritos podem ser ouvidos ao fundo, ficando mais alto aos poucos e diminuindo gradativamente

- Obrigado, obrigado! É um prazer participar da Varinha Mágica com você, Stef. Olá a todos os nossos ouvintes! Como estão?

- Hoje é um dia especial! É nada mais justo do que um convidado ilustre para me ajudar durante a partida não é mesmo? Por falar em partida, hoje, teremos Montrose Magpies e Tutshill Tornados disputando mais um jogo que pode garantir o primeiro lugar e mudar a tabela completamente! Tirando o tempinho frio, que pode atrapalhar um pouco o andamento do jogo, o que você espera de hoje, Sebastian?

- Realmente Stef, a partida de hoje será a responsável pela alteração das posições do campeonato. Teremos dois times bem ofensivos e com jogadores habilidosos, que se destacam tanto no ataque quanto na defesa. Tornados possuem 100% de aproveitamento, vencendo a única partida que disputaram, mas os Pegas estão próximos de ficar em primeiro lugar. A partida de hoje, trará grandes acontecimentos e espero um jogo cheio de jogadas e emoções! Em relação ao tempo, estamos com a temperatura por volta dos oito graus. Poréeem, graças ao vento, a sensação términa é ainda mais baixa. O horário da partida também pode trazer algumas dificuldades para os jogadores, mas acredito que, ainda assim, será uma partida maravilhosa!

- Eu também! Os dois times sabem como trabalhar nos mais variados tempos e também se destacam pelas jogadas ensaiadas, podemos esperar de tudo. Estou animada para narrar essa partida para nossos queridos ouvintes e, aproveitando que temos alguns minutos até o início do jogo, vou descer para tentar encontrar os jogadores e ter uma palavrinha com eles. Sebastian é com você!

- Veja se consiga umas camisas autografadas para nós sortearemos para nossos ouvintes e torcedores, Stef! Falando em camisetas, escutem temos um recadinho para você gosta de estar na moda!

A Revolverheld's Designer entende as mulheres e homens como ninguém! Sempre trazendo uma nova invenção que é divina. Cada peça é carregada de segredos, detalhes e tudo com carinho e dedicação. Da balada ao quadribol, seja noite ou dia. Na Revolverheld's Designer você encontra de tudo.


- Acho que isso explica porque os uniformes dos Pegas são tão maravilhosos! Isabelle, parabéns! Agora vamos voltar com a nossa querida Stef! Tem alguma novidade para nós?

- Opa! Isso é bem óbvio! A torcida está bem animada, escute só os gritos!

Gritos, buzinas e barulho de torcida

- Mas isso não é apenas o que eu trago. Consegui encontrar o capitão dos Tornados, Henry Abbington, e sua apanhadora revelação, Alysson Jones. Sejam bem-vindos ao Varinha Mágica! Primeiro com você, Henry. Vamos lá! Os Tornados vieram de uma boa partida e mostraram entrosamento, porém, continuam lanterninhas no campeonato por terem jogado somente uma vez. Vocês tiveram muito tempo para se preparar e estudar os adversários, e você, como capitão, acredita que isso é positivo ou negativo para vocês?

- Acredito que são dois pontos que devemos considerar com essa grande pausa. Claro, tivemos tempo de estudar nossos adversários e treinar, mas o jogo de verdade acontece de forma muito diferente e, por isso, acredito que só teremos um real entendimento desta pausa ter sido proveitosa ou não depois que a Alysson pegar o pomo e dermos umas risadas da cara do Pegas.

- Isso sim pode trazer grandes reviravoltas na partida. Aproveitando a ponte com a nova apanhadora, houveram algumas mudanças no time dos Tornados durante o decorrer do campeonato. Isso seria algo positivo, pois trazem novas táticas, ou pode atrapalhar o entrosamento durante o jogo?

- É bem simples, se mudamos o time foi para o crescimento do grupo. Pode ter certeza que o Tornados que vocês verão hoje teria destruído mais ainda as harpias no nosso último jogo.

- Obrigada pelas palavras! Agora, vamos falar com a nova apanhadora dos Tornados. Alysson! Tudo bem gatinha? Você acabou entrando durante o campeonato no elenco dos Tornados, porém, esse é um time bem forte, com muita técnica. Você acha que consegue acompanhar o ritmo do time, mesmo sendo nova?

- Sim! Sim, eu venho dedicando a minha vida inteira ao quadribol e acho que durante os treinos eu realmente encontrei a harmonia com os outros integrantes do time, estou bem confiante e darei o meu máximo.

- Isso é muito bom! A pessoa tem energia, meus caros ouvintes! Para você, quais são os pontos que um apanhador deve ter para se destacar no jogo e fazer uma boa partida?

- O principal de qualquer apanhador é a atenção, ele precisa estar ligado em várias coisas ao mesmo tempo, como no pomo de ouro, para que o veja antes que o oponente o aviste e também nos balaços, já que ser atingido por uma dessas belezinhas não é uma coisa muito boa. Outra coisa bastante importante é conhecer o seu veículo, a sua vassoura, estar em sintonia com ela, isso é essencial pra uma corrida mais segura e efetiva, o que pode decidir o jogo.

- Muito bem! Muito obrigada aos dois! Espero que tenham uma partida fenomenal! Boa sorte nesse jogo! Muita confiança, não acham, ouvintes? É com você, Sebastian!

- Isso foi... Mágico! Boa sorte aos jogadores dos Tornados! Espero que todos eles tomem cuidado com esse campo, afinal de contas, jogar dentro de um ninho de vespas não é para qualquer um, não é mesmo?

- Realmente, não é apenas para jogar que é difícil aqui, Sebastian, mas torcer também. Estou desviando de algumas vespinhas enquanto converso com os jogadores! E por falar nisso, olha quem eu encontrei aqui, de longe, uma das mais belas jogadoras da competição, a capitã do Montrose Magpies, Isabelle Revolverheld, junto do gatíssimo Ethan Loon. Por favor, deem uma palavrinha para seus fãs! Belle, qual o segredo para que o Montrose seja um time tão forte e unido? São suas roupitchas lindas?

- Own! Muito obrigada pelo elogio! Tem sido um trabalho de esforço mútuo entre o técnico, eu e os tão maravilhosos jogadores. Ser capitã me permite conhecer e ajudar cada um deles a dar o seu melhor e ser radiante dentro do campo. Creio que seja esta uma boa chave para o fato de estarmos em segundo lugar; trabalho em equipe e motivação. E claro, as roupas estão inclusas nessas! Viu o uniforme para esse jogo? Sensacional!

- Entre idas e vindas, o Montrose sofreu grandes perdas como Dayana e Angelien. Você acha que essas jogadoras fazem falta ou os novos jogadores sabem lidar com a ausência delas e ainda assim trazer resultado positivo?

- Cada jogador que deixa o Montrose faz falta. Suas personalidades, estilos de jogo e também auxiliavam seus companheiros de equipe são únicos e merecem serem reconhecidos por isso. Sei que a Dayana e a Angel estão felizes fazendo o que gostam, e isso me deixa empolgada por elas. Nossos novos jogadores são incríveis, você vai amar cada um deles! São fortes, rápidos, capazes de trabalharem em equipe e treinaram arduamente para hoje. Se tornaram únicos para nós e fazem parte do grupo que hoje é o Montrose.

- Você, como capitã, acha consegue manter a liderança, mesmo que o lanterna ainda tenha mais dois jogos? O que você espera da partida de hoje?

- Acredito em minha equipe e sei que eles estão prontos para a vitória tanto desta partida quanto do campeonato. Manter-se na liderança implica em saber quem será o vencedor do próximo jogo, afetando assim, possivelmente o placar. Por isso, o melhor agora é fazer como costurar uma camisa social: primeiro a camisa, depois as mangas e por fim as bainhas. Posso pensar lá no fim, para que agora no presente seja um arraso e, que Santa Dolce nos permita, sermos campeões deste torneio. E sobre o jogo atual, espero aur seja espetacular! Os Tornados são um time extremamente competitivo e ousado, tendo jogadores com garra e bastante energia. O desafio de hoje é intrigante, já que por ser nosso último jogo, estamos prontos para dar nosso melhor e vencer!

- Acho que teremos muitas surpresas hoje, não acha Sebastian? Obrigada, Belle. Agora vamos continuar com o docinho do Montrose, Ethan Loon. O que ele tem de ruim em campo nessa temporada, tem de gostosura! O Montrose é um time com mais homens, o que pode trazer uma partida mais 'pegada'. Você acha que, por ter mais machos no time, a vitória é mais fácil de vir ou é apenas fachada essa ideia?

- Só fachada, gata. Esse negócio de "mais homens no time" não afeta em nada, além de ser uma péssima idéia. E garra e raça vêm independente de sexo. E esse negócio de "mais homens" e "pegada" é uma coisa que não combina. Sério.

- Ouviram garotas? Então deixem de frescura e venham para os esportes! Ouvi dizer que deixam o corpinho delicioso! Para encerrar! Você tem uma última chance de mostrar que é tão bom quanto podemos lembrar dos campeonatos passados. Porém, ficou claro que você não se sente confortável em jogar de apanhador, brilhando muito mais como batedor. Essa mudança de posição nas partidas é alguma tática ou estratégia? Acha que essa alteração resulta em algum tipo de vantagem?

- Olha, se eu soubesse o que se passa na cabeça da galera que me colocou de apanhador, eu te respondia com mais sinceridade essa pergunta. O que eu sinto aqui é que foi uma oportunidade de remanejar o time, de sentir como estão as coisas em campo. Você tinha, por exemplo, Belle e o Leon, que é um batedor extremamente agressivo. Juntando ele com a mente tática da nossa capitã, em teoria, traria mais vantagem a longo prazo, e eu acredito que tenha sido isso o que pesou na mente deles. E como só tinha sobrado este que vos fala para o ingrato cargo de apanhador, então fizemos um teste que, como deu pra notar, não deu muito certo. Mas não entenda isso como culpa do time; a minha não-adaptação à posição de apanhador é culpa minha. Mesmo porque, eu passei minha carreira toda como batedor, então é difícil se adaptar a uma posição que é o completo oposto.

- Muito bem! Obrigada por gastarem uns minutinhos do tempo de vocês, espero que vocês façam um jogo maravilhoso e boa sorte! É isso ai, os dois capitães confiam em seus times e vieram pra dar um show! O que acha, Sebastian?

- Não poderia esperar menos do que isso desses times! Os dois estão vindo com garra e isso, sem dúvidas, trará um magnífico jogo! Mas agora, vamos para os comerciais, enquanto aguardamos o início da partida! Fiquem conosco, pois hoje traremos muitas novidades!

- E tomem cuidado na hora de gritar, pois não queremos ninguém engolindo as vespinhas, não é mesmo? Se liga que já, já estamos de volta!

Toca o jingle do Varinha Mágica

300 Visualizações
19/11/2017 às 12:42:27