JORNAL LUMMUS

Vaduz, 25 de Novembro de 2021

Os Cuidados na Gestação
Tudo que os futuros papais precisam saber sobre a chegada de um novo membro na família

Imagem



Há de se convir que, por vezes, o “vírus da gravidez” resolve dar as caras a nossa volta e cerca de 60% das mulheres que conhecemos (sejam elas parentes, amigas ou apenas conhecidas) engravidam de forma simultânea. Seja esta uma teoria passível de veracidade ou apenas uma leve impressão, uma gravidez, quando desejada, trata-se de um dos períodos mais sublimes pelos quais uma família pode vir a passar e, aqui nesse breve artigo, tentaremos esclarecer para vocês, futuras mamães e futuros papais bruxos, os cuidados que precisarão tomar com sua preciosa criança desde a descoberta até os primeiros meses do pequeno em si.


Os cuidados com a futura mamãe


Sendo os três primeiros meses os mais decisivos da gestação, serão eles os quais deve-se tomar mais cuidado com o que é ingerido pela futura mamãe. Poções com ingredientes de alto teor ácido deverão ser evitadas. Se faz uso de poções para controle de pressão normalmente é indicado que avise ao seu medibruxo obstetra para que ele substitua a poção por medicamentos trouxas e chás mais brandos. E, levando em consideração que hipertensão na gravidez pode causar sérias complicações ao longo da gestação e na hora do parto, idas mais assíduas ao seu medibruxo serão necessárias.

É indicado que a gestante evite atividades que possam lhe causar muito estresse, tais como duelos e partidas de quadribol. O feitiço ofensivo sendo certeiro ou um balaço bem aplicado em sua direção e toda a gravidez poderá ser comprometida, independente do mês no qual ela se encontre. Poções de cunho relaxante são indicadas desde que não sejam preparadas de modo forte demais. Devem ser leves como os chás preparados por trouxas com plantas como cidreira e camomila. Evite receber feitiços diretamente em seu corpo que não sejam curativos e aplicados por um medibruxo responsável. A magia flui por todo o corpo através de catalisadores como os que transmitem o sangue para todas as partes podendo o fluxo mágico atingir o feto e, assim, causar reações adversas.

Atividades físicas comuns como a caminhada, por exemplo, são, por outro lado, bastante estimuladas nesse período se realizadas sem exagero. O consumo de sal durante a gestação é necessário, mas, em excesso, pode ser extremamente prejudicial. A ingestão de alimentos ricos em vitamina E também auxilia no processo, uma vez que aumenta a imunidade do corpo durante esse período que costuma trazer queda na defesa natural do organismo. Alimentos ricos em vitamina K também devem ser consumidos uma vez que auxiliam na recuperação pós-parto se consumidos durante o período da gestação.


Os cuidados com o bebê


É de suma importância salientar que o bebê recém nascido é por demasia sensível aos fatores relativos ao ambiente no qual está inserido e, por não ter um sistema imunológico ainda muito forte, o manuseio por parte de outras pessoas deverá ser evitado. Ainda que seja tentadora a ideia de trocar uma frauda com um feitiço como o “limpar” é indicado que os papais bruxos não utilizem de magia para higienizar seu pequeno bebê. A magia, por mais eficiente que possa ser, pode causar alergia à criança e, muitas das vezes, não a limpam totalmente.

Deve-se levar o bebê ao medibruxo pediatra pela primeira vez de três a sete dias após a alta hospitalar. Após isso consultas de rotina deverão ser agendadas durante todo o primeiro ano de vida da criança, sendo elas: no primeiro mês, no segundo mês, no quarto mês, sexto mês, nono mês e décimo segundo mês de vida. No segundo ano da criança, recomenda-se levá-las décimo oitavo e no vigésimo quarto mês de vida, após isso as consultas de rotina poderão se tornar anuais.

Lembrando que todo o processo da gravidez deverá ser acompanhado por um medibruxo para que nada de errado venha a surpreender aqueles que aguardam tão ansiosamente a chegada de um novo membro em suas famílias. Se as orientações de seu medibruxo forem seguidas à risca acreditamos que nenhuma preocupação deva pairar sobre sua cabeça. Foquem na felicidade que lhes brindará com a chegada de seu bebê e amenizem a ansiedade que, com certeza, tomará conta durante os nove meses de espera. Cada segundo com seu pequeno fará com que toda essa espera valha a pena.



Por: Louisa Ramirez (correspondente)
1.855 Visualizações
06/02/2021 às 14:11:05



JORNAL LUMMUS

LIECHTESTEIN, 02 de julho de 2018.

TvH faz campanha para prevenção de doenças
O Hospital Theophrastus von Hohenheim faz campanha para vacinação em massa contra Vampirismo, Licantropia e Sarapintose.
Imagem


Finalmente mais um ano letivo chega ao fim. É aquela época maravilhosa em que as crianças juntam seus pertences novamente em seus malões e rumam para casa, trazendo à tona a felicidade de se ter uma casa cheia de crianças por incríveis três meses de férias. Ou não...

Talvez seja justamente esse o motivo que levou o Hospital a fazer uma campanha de vacinação para prevenção de algumas doenças: licantropia, vampirismo e sarapintose, além de uma pequena avaliação geral para todos os interessados. A campanha aconteceu no primeiro final de semana do período das férias escolares e contou com ampla participação da comunidade mágica mundial. Mas, por que somente essas doenças? Bom, vamos fazer um pequeno lembrete sobre os perigos de ser mordido por um lobisomem ou por um vampiro ou contrair sarapintose.

Ambas as criaturas tendem a ser violentas, porém, para os lobisomens, as coisas se tornam um pouco mais complicadas pelo fato de eles não se lembrarem do que fazem durante a metamorfose temporária; são obrigados a se transformar e esquecem até quem são os membros de suas famílias. Para a infecção, basta o contato do vírus com a corrente sanguínea e então a transformação ocorrerá na próxima lua cheia, porém, ela pode ser evitada com o uso do Manto de Lupus. O único problema nesse item é o fato de ele ser extremamente raro de se encontrar e, consequentemente, custar uma pequena fortuna em goldens. Sem o manto, para impedir a transformação dos pobres lobinhos pode ser feito o uso de acônito, para controlar seu humor um tanto quanto rebelde quando está em sua forma mais peluda.

Já os vampiros tendem a conseguir se controlar mais fácil, mas nem por isso deixam de ser criaturas perigosas. Sua sede por sangue é ameaçadora para qualquer um que tenha esse precioso liquido pulsando em suas veias. Assim como a licantropia, o vampirismo é transmitido da mesma maneira, pelo contato do vírus com a corrente sanguínea da vitima. Após a mordida, a criatura passa por três semanas de completa agonia até que sua transformação esteja completa, sendo obrigada a se alimentar imediatamente após o termino. Essa é a fase mais arriscada, pois como ainda está se acostumando à sua nova natureza, o novo vampiro pode se tornar agressivo e violento, possivelmente levando suas vitimas a morte.

E por último, mas não menos importante, temos a sarapintose. Perto da licantropia e do vampirismo talvez essa possa soar como uma doença inofensiva, mas as pústulas no corpo do bruxo que contraiu a doença podem ser consideradas, no mínimo, repugnantes. Segundo o próprio hospital, a sarapintose é uma "Patologia espalhada por um fungo. A doença é considerada mortal, gravíssima e contagiosa (através da pele) que deixa marcas de bexigas e pústulas por todo o corpo do bruxo. Os sintomas inicias aparentemente se assemelham com sardas.(...) Uma de suas outras características é o estágio onde o fungo ataca a úvula, deixando a vítima muda". Portanto, tão perigosa quanto as outras duas.

Mas talvez a campanha tenha também a finalidade de apresentar a nova equipe chefe do hospital, já que mudanças bruscas ocorreram na administração. A nova diretoria conta com Biancah Jones como chefe dos enfermeiros, Aaron Alexander Vourhees, como chefe dos medibruxos, Hideki Osamu como diretor acadêmico e por fim, a mudança mais curiosa de todas, Haakon Glücksburg como diretor do hospital. Sim senhoras e senhores, o sobrinho do tão estimado ministro. Seria essa uma maneira do ministério interferir no hospital? Se for, qual seria a razão dessa intromissão repentina?

De qualquer modo, o importante nesse cenário foi a adesão da comunidade mágica, afinal, temos um recente histórico de lobisomens descontrolados pelas ruas causando prejuízos e arriscando expor a comunidade mágica aos no-majs, sem mencionar a curiosa - e soturna - escolha de um certo instituto nortenho como membro de seu quadro docente. Ou as crianças congelaram ao ponto de não terem mais sangue pulsando em suas veias? Talvez esse seja o motivo de um vampiro conseguir se controlar tão bem perto dos humanos que habitam o castelo.


Escrito por: Vicky Clark.

6.972 Visualizações
11/11/2017 às 10:07:15