JORNAL LUMMUS

ILHA DE BEAUXBATONS, 15 DE MAIO DE 2021

Ataque à Beauxbatons!
Uma invasão inesperada abala as estruturas da escola francesa.

Imagem

Caros leitores do Jornal Lummus, ao longo deste ano a academia de Beauxbatons vem se mostrado não tão segura, assim como aparentemente não se mostrou no passado. Tal como nestas ocasiões anteriores, um aparente grupo conservador e relativamente descrente das deusas que protegem a escola francesa, autodenominado ‘Noir’ – ou simplesmente Negro ou Noite em francês – fez dos terrenos escolares sua vítima. Desta vez o foco deles parecia ser todo o território da ‘Deusa’ do fogo e da Mansão salmão. Da belíssima habitação dos Brigitianos, passando pelo Vale das Cerejeiras e até mesmo ao Templo das três ‘Deusas’, tudo, absolutamente tudo foi atacado e razoavelmente destruído na busca por alguma coisa.

Alguns dizem que os Noir procuram uma espécie de tesouro, algo escondido em meio as artes de Brigit, enquanto outros juram que os atos profanos não passam de uma afronta à existência ou não das Deusas que nada fizeram para impedir a destruição de seus próprios territórios – diga-se de passagem. Em meio ao caos o aparente desejo de morte que ronda a mansão Salmão e as outras duas mansões também se fez presente, considerando a latente vontade de combate e vingança vindo dos próprios alunos. Afinal, estes tentaram – talvez devido ao desespero ou a um sentimento histérico de súbita necessidade de heroísmo – lutar contra bruxos das trevas por conta própria em mais de uma ocasião.

Apesar da óbvia necessidade de adultos, é válido ressaltar que, talvez, esta fosse uma das situações em que o ministério deveria ser envolvido para proteção de sua nova geração de bruxos, ainda mais quando o problema em questão aparece não pela primeira, mas pela segunda vez na instituição – isso segundo alunos mais velhos e as histórias que rondam os corredores. Aparentemente, o que era apenas uma história que os veteranos usavam para assustar calouros não é bem apenas uma lenda ou conto de terror a ser repassado à volta da fogueira na véspera do dia de Todos os Santos.

Não, senhoras e senhores. O que temos em mãos são atos de puro terrorismo e perigo real que devem ser contidos a todo custo, além das eternas perguntas pairando no ar: São as Deusas reais? Por que permitem então que seus seguidores sofram de tal maneira? Será que a fé em Beauxbatons anda tão abalada que as Deusas não têm mais força para lutar contra simples humanos? Seriam todos os feitos mágicos e ilustres antes atribuídos às três divindades nada além de meras coincidências naturais? Quem realmente são os Noir, além de alunos rebeldes? Estavam realmente eles sendo controlados por uma força maior? Senhoras e Senhores, as perguntas são muitas e as respostas poucas.

Voltaremos em breve com mais notícias. Até lá, andem em grupos, se mantenham seguros.

Escrito por: ANTON BLEU

1.630 Visualizações
22/03/2020 às 15:35:03

Cadernos
Notícias
Jornalistas