JORNAL LUMMUS

VADUZ, Julho de 2022

Feira Centenária no Beco Diagonal
Férias regada em atividades interessantes tomam o “beco” mais famoso da Inglaterra

Imagem


Uma comemoração agitou as férias dos alunos do mundo mágico. Um dos pontos comerciais mais importantes e mais visitados da comunidade mágica da Grã-Bretanha estava em festejo, com direito a shows, atividades e muita competição.

Organizada pela Associação de Lojistas do Beco Diagonal (ALBD), em conjunto com a Secretaria Internacional de Educação Mágica (SIEM) e a Confederação Internacional de Bruxos (CIB), a 2ª Feira Centenária da ALBD para as férias letivas do ano de 2022. Iniciando-se com um brunch no Gringottes que deu o que falar, seguida de muitas atividades e feiras que, mesmo sendo um momento de distração dos alunos das grandes escolas mágicas, tiveram seus momentos de aprendizado dentre elas: a oficina de criação de varinhas administrada pelo Olivander Olivaras II. Também tivemos a presença da ilustre ex-diretora de Durmstrang, Lana Shuisky, aposto que vocês reconhecem o sobrenome de uma outra matéria de meses atrás, que cuidou da oficina de artigos mágicos.

Obviamente, tivemos representação de outros membros importantes da comunidade mágica em suas especialidades, como nossa querida, e uma das chefes do Lummus, Cassie McAlister dando uma oficina de escrita criativa, será que teremos futuros jornalistas depois dessa aula? Representando o famoso Hospital e CIB, respectivamente, tivemos Nikolai Weylin com sua aula Creme de Revitalização Instantânea e Haruno Kobayashi com a Feira de adoções, essa correspondente espera que muitos animaizinhos tenham conseguido bons lares após esse evento.

Contudo, não é apenas de atividades educacionais que se faz uma boa feira, obviamente tivemos competições para jovens e adultos rolando na feira centenária, sendo uma delas trazendo o transporte que todos os bruxos amam, pelo menos a maioria: Uma corrida da Vassouras que percorreu todas as ruas do beco diagonal à céu aberto, levando todos os presentes a euforia e nervosismo. Os primeiros lugares da categoria dos alunos se dividiram entre as três escolas, sendo o 3º lugar representado pela jovem Valérie Neveu de Beauxbattons, 2º lugar Stasha Preobrazhenskaya de Durmstrang e o 1º lugar pelo jovem T'Challa Marvill DiCristi de Hogwarts. O quarto e quinto lugar também ficou nas mãos da escola inglesa com os jovens Nathan Park e Gales Miyamoto.

Na Categoria dos adultos o primeiro lugar ficou com Lizzie von Wangüuk jagadora do Montrose Magpies com 1652,8m percorridos, segundo lugar ficou Dayana Fountcher Tutshill Tornados com 1199,8m e o terceiro lugar Sean von Vöwell do Ballycastle Bats com 1013,5m.

Houve também o jogo “Entre Nós”, um oferecimento das Gemialidades Weasley em parceria com a Zonkos - Logros e Brincadeiras onde a ideia é pegar o impostor no meio do grupo ou ser “morto” por ele. Uma atividade regada a esquemas de conspiração, dúvidas sobre quem é seu amigo ou não, além de pregações de peças, afinal, não podia faltar isso quando se trata das Gemialidades e da Zonkos. Os vencedores dessa atividade foram os jovens estudantes de Hogwarts: Nathan Park e Gales Miyamoto, compensando os últimos lugares na corrida de vassouras.

Não pode deixar de ser citado o show que ocorreu na quarta feira, sendo o quarto dia de evento, onde bandas e cantores solos fizeram suas aparições e deixando todo o público presente em êxtase. Sumo Cyco, Minki & Junhee feat Ohana, Hinata Nagashima, Ornitorrincos Psicodélicos (com uma nova formação), Panic! At the disco e Han Hyo Kyo fizeram o público vibrar, incluindo a correspondente que aqui escreve.

Espero que tenham se divertido na 2ª Feira Centenária da ALBD, pois eu, sua jornalista favorita me diverti como pude para trazer as informações para vocês.

Escrito por: Ayla Von Amsberg

1.559 Visualizações
26/08/2021 às 21:49:12



JORNAL LUMMUS

Vaduz, 05 de Julho de 2021

E viveram felizes para sempre!
Casamento da princesa de Luxemburgo tem cerimônia digna de um conto de fadas.

Imagem


Luxemburgo acordou radiante e em festa no dia de hoje. O clima alegre e festivo nas ruas anunciava o grande evento que aconteceria à noite, na cidade, de forma que, mesmo os mais desapercebidos, não puderam deixar de notar o grande orgulho que toda a população exalava no decorrer do dia.

Não houve um lugar do Grão-Ducado onde não se falasse sobre o assunto e não faltaram bandeiras e souvenires que celebravam alegremente tão digna comemoração. O motivo de tanta animação e festividade era, literalmente, nobre e, de longe, mais que suficiente para despertar tanta euforia pelas ruas afora: o povo luxemburguês comemorava o desenlace matrimonial da princesa Ayesha Friedrich-Suliver e seu consorte, Ivan Shuisky.

Para a surpresa do mundo bruxo, a escolha da princesa Katherina Ayesha Friedrich para seu eterno companheiro recaiu não sobre um jovem nobre de sangue azul, mas sim o herdeiro de uma tradicional família de sangue puro bruxo, descendente da dinastia de Rurikovich, os Shuisky. Ainda que não seja da realeza, ser herdeiro de uma família tradicional conta muito e, por isso, a surpresa inicial logo se tornara apenas um comentário sobre a peculiaridade das escolhas da princesa, logo substituída por um rumor ainda mais incômodo de que o matrimônio se daria por uma suposta gravidez da noiva.

Obviamente, nenhum dos rumores foram confirmados pela assessoria da família real, de forma que nos restam apenas as especulações sobre a vida íntima da princesa e seu consorte que, devo acrescentar, foi bastante agradável (para não dizer galante e encantador) ao nos receber durante o dia, apesar dos preparativos e da correria inerente a um evento como o que se desenrolaria durante a noite.

A celebração se deu no início da noite na grande Basílica Sainte-Marie-Madeleine, local que carrega em si a tradição de gerações da família real e que começou a ser construído em 1295, sendo um dos exemplos mais importantes do estilo gótico provençal e que, mais uma vez, abrigou a suntuosa festa da família real. Na cerimônia religiosa foram recebidos, além dos integrantes da realeza, os familiares do noivo e amigos, bem como parte seleta da imprensa bruxa e trouxa mundial.

Após os protocolos religiosos, apenas família e amigos dos noivos, além de uns poucos escolhidos da imprensa bruxa foram convidados para a festa do casamento, evento aberto exclusivamente para a comunidade bruxa. A festa do casamento aconteceu no salão de festas do castelo real e, igualmente à cerimônia religiosa, emanava encanto e magia, ainda mais por causa de seu público! Mesas decoradas com flores suspensas e muito requinte ornamentavam todo o ambiente em uma noite que, de longe, fez todos os contos de fadas tomarem vida diante de todos os presentes.



Por: Gwen Stacy Marvill DiCristi
8.303 Visualizações
07/11/2020 às 21:03:44