Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 2999 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 2472 22/11/2018 às 18:19:24
É LUFA - LUFA!! Oh Ha Na 3565 08/09/2018 às 18:24:13
Indo para Hogwarts! Oh Ha Na 2661 08/09/2018 às 18:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 2592 08/09/2018 às 09:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Noruega Haakon Glücksburg [ 17217 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Haakon Glücksburg
  • Funcionário do Hospital TvH

  • Funcionário do Hospital TvH

  • NOME COMPLETO

    Haakon Glücksburg

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,90m

  • PESO

    89kg

  • OLHOS

    Verde Claro

  • CABELOS

    Castanho Claro

  • SEXO

    Masculino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Heterossexual

  • IDADE

    39 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    04/02/1978

  • SIGNO

    Aquário

  • NOME DO PAI

    Haroldo Glucksburg

  • NOME DA MÃE

    August Haraldisen

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Puro

  • LOCALIDADE

    Mundo Mágico

  • CIDADE/PAÍS

    Asker/Noruega

  • NÍVEL

A responsabilidade de uma realeza não era fácil e muito menos desejosa. Ser o responsável de uma nação não era como ser o dono de brinquedos de criança. Era o irmão mais velho e consequentemente, o cotado para substituir meu pai no trono. Minha irmã não tinha sua posição à realeza ou aos Altars... Sobrava eu, o garoto que desde cedo deveria aprender a cuidar da sua vida e a dos outros para poder possuir tal posto. Meu irmão Lasse era bem mais novo que eu e desde aquela época, era o favorito do tio para ser o Altar entre os bruxos. Viver entre os dois mundos era como ter duas casas e ao mesmo tempo não ter nenhuma. Assim foi minha infância e adolescência: preso em mundos e não pertencente à nenhum.

Logo cego e cedo segui para a carreira militar, coisa que não era muito agradável, mas por estar acostumado à criação tão enraizada e rígida, não tive problemas para enfrentar os desafios que a vida de soldado me daria. De fato, ser Almirante era prazeroso, mas o mais interessante fora aprender e reconhecer as diversidades dos plebeus e da nação. Meu pai me instruíra muito bem para o novo mundo e dizia que o meu reinado iria começar antes do dele terminar. Pude acompanhar e estudar várias leis modernistas serem aprovadas por ele e seus subordinados, mas ao mesmo tempo, também construía sua rede de inimigos e defensores da anti-monarquia. Quando finalmente me formara e alcançara a vida adulta vivenciei o belo momento debutante de ser obrigado a casar com uma nobre e pura. Algumas primas que eram de famílias reais estavam sendo apresentadas e por alguns anos, dividi meu tempo de negócios e aprendizado a como ser rei com encontros e negócios. Casamento não era uma vida de amores e família, mas de negócios e alianças... Até um dia...

"Quando desconhecemos o amor, ele nos apresenta alguém que se torna a nossa maior prioridade", assim foi quando encontrara o amor da minha vida. Hoje, com três filhos, posso dizer que estou completo e não preciso de um reino para dizer que sou o homem mais feliz do mundo. De uma infância rígida e militarizada, de uma adolescência com castigos e aprendizados, constituí com uma plebeia a família perfeita. E se não bastasse, entre eles, uma não era nossa de sangue, mas a adotara com amor e paixão. Assim como minha mulher que não poderia pedir por mais, aceitara tal fardo. Meus dois filhos e minha esposa, meus amores!

Agora poderia ser Rei de um novo mundo que meu pai planejara presentear-me, mas também poderia ser o homem mais feliz do mundo por ter tudo aquilo que desejara: família, alianças e uma nação.



Este perfil já foi visualizado 437 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 29/06/2018 às 20:42:10