Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
É LUFA - LUFA!! Venus F. Rossa 589 08/09/2018 às 21:24:13
Indo para Hogwarts! Venus F. Rossa 358 08/09/2018 às 21:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 352 08/09/2018 às 12:11:11
Fênix de Odin Lilith Ambrew 419 28/08/2018 às 01:09:34
INTRODUÇÃO Lilith Ambrew 389 28/08/2018 às 01:06:15

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Russia Antonin Tavricheski [ 17355 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Antonin Tavricheski
  • Mundo Mágico
  • Mundo Mágico

  • NOME COMPLETO

    Antonin Tavricheski

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1.81m

  • PESO

    80kg

  • OLHOS

    Castanho Intenso

  • CABELOS

    Preto Escuro

  • SEXO

    Masculino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Heterossexual

  • IDADE

    23 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    30/12/1993

  • SIGNO

    Capricórnio

  • NOME DO PAI

    Shura Tavricheski

  • NOME DA MÃE

    Olivia Potemkinaya

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Puro

  • LOCALIDADE

    Mundo Mágico

  • CIDADE/PAÍS

    Moscou/Russia

  • NÍVEL

- Você sabe, é uma pena que eu tenha matado meu pai quando ainda estava em Durmstrang. Ele provavelmente ia amar isso aqui - disse enquanto afundava mais, com a sola do coturno, a faca no abdômen do homem que jazia amarrado no solo úmido, coberto com uma fina camada de neve, de uma mata qualquer do interior da Rússia - Brincadeirinha. - Havia um sorriso sádico em seus lábios. - Ele não daria a mínima. Tudo em que aquele idiota fracassado pensava era em como descontar suas frustrações na família. - Tirou mais uma faca do interior da jaqueta de couro. - Sabe - olhou para os olhos de sua vítima, aterrorizados e vermelhos após derramarem muitas lágrimas -, não pensei que um dia admitiria isso, mas, por causa dele, descobri algo que realmente me faz feliz e me dá prazer. - Balançou a faca diante de si, cortando o ar o noturno. - Não, não estou falando da razão de você estar aqui. Ela é a principal. - Havia um brilho enigmático em seus olhos castanhos enquanto pensava sobre o assunto. - Onde eu parei mesmo? - Perguntou de repente. Como resposta, ouviu um gemido em tom de súplica. Estava amordaçado. - Ah, isso mesmo. Meu pai. Eu matei ele meio por impulso, sabe? Tava com raiva, revoltado. Senti um frio na barriga, depois um pouco de medo. Eu era só um moleque de 16 anos. Não sabia o que tava fazendo. - Ouviu-se um grande suspiro e depois o som de lâmina cortando carne. A coxa de sua presa, que começou a jorrar sangue sem parar. - Parece que acertei uma veia. Vai ser mais rápido do que tinha imaginado. - Decepção como a de uma criança que acabou de quebrar um brinquedo. - É uma pena. - Balançou a cabeça negativamente. - Não vai dar pra contar todos os detalhes antes de você morrer. - Deu a volta ao redor do corpo e se posicionou agachado, do lado esquerdo. - Enfim, foi quando matei meu pai que percebi que gostava daquilo. Cada gemido, aquele desespero nos olhos dele... Aaah, aquilo me divertiu demais. - A última faca foi retirada do bolso. Sua ponta percorria a suavemente a garganta do indivíduo. - A melhor parte foi perceber que ela também gostou, tanto quanto eu e é por isso que você vai morrer hoje. Não devia ter olhado pra ela, não deveria ter sorrido pra ela. Eu e elas estamos unidos pra sempre. - Antonin passou a faca de prata pela garganta do infeliz que cruzou o caminho de sua irmã.

O primogênito dos Tavricheski matara mais uma vez. Cinco? Sete? Não se recordava de quantas vidas tinha tirado nos seus pouco mais de vinte e três anos de idade. Além de Camilla, sua irmã caçula, poucas coisas davam satisfação ao russo. Infernizar trouxas, talvez. Eliminar qualquer um que se engraçasse pela irmã. Talvez usasse ela como desculpa. Antonin Tavricheski é um notório psicopata. Sempre com um sorriso gentil e bons modos, órfao de pai e mãe - sendo que um deles matou com as próprias mãos e o outro ajudou a matar - ninguém desconfia do sangue que escorre pelas mãos do bruxo e de sua adoravelmente perversa irmã. Conhecedor das artes das trevas, o jovem também tem fascinação por facas. Segundo ele, elas nunca falham.



Este perfil já foi visualizado 39 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 19/07/2018 às 01:09:53