Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Ano 2 Sophie Agger Karhila 5031 16/01/2021 às 17:17:16
Ano 1 Sophie Agger Karhila 4861 16/01/2021 às 17:14:25
xxxxxxxxxxxxx Viviane LeFay 5045 13/01/2021 às 16:47:07
O Anjo Viviane LeFay 5003 13/01/2021 às 16:42:40
Viviane & Kiefer Viviane LeFay 4961 13/01/2021 às 16:34:25

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Estados Unidos Allan Hemingway [ 17797 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Allan Hemingway
  • Mundo Mágico
  • Mundo Mágico

  • NOME COMPLETO

    Allan Dominique Goësbriand-LeBeau Hemingway

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,75m

  • PESO

    70kg

  • OLHOS

    Castanho Escuro

  • CABELOS

    Preto Escuro

  • SEXO

    Masculino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Bissexual

  • IDADE

    17 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    24/12/2003

  • SIGNO

    Capricórnio

  • NOME DO PAI

    Leonard Hemingway

  • NOME DA MÃE

    Ailène Jean Goësbriand-LeBeau Hemingway

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Puro

  • LOCALIDADE

    Mundo Mágico

  • CIDADE/PAÍS

    Seattle/Estados Unidos

  • NÍVEL

“Oi, oi… tem alguém aí? Meu nome é John Stewart, tenho 17 anos e estou limpo há exatamente cinco minutos.” Ri, em seguida recebe um chute. “Brincadeirinha, gente. Não estamos aqui para falar de mim, não é mesmo? Uma pena porque tenho muitas histórias boas sobre mim para contar.” Apoia as pernas na cadeira, fugindo do segundo chute. “Vim aqui apresentar um dos meus melhores amigos de todos esses meus poucos aninhos de vida.” Retira um cigarro e o acende, dando um longo trago. “Aí, já não estou mais limpo.” Ao rir, recebe um chute mais forte que o primeiro e um aviso de que isso não é uma brincadeira. “Okay okay, minha gente. Calma.” Solta a fumaça.

“Vim aqui falar do Allan Dominique Goësbriand-LeBeau Hemingway. Ele não conta pra ninguém que tem nome grande, não fala que eu te disse isso. Ele não gosta que falem.” Sussurra, rindo. “O nome dele nem é feio. É bonito. Mas, vai entender. Eu respeito a vontade dele e só o chamo de Allan, te aconselho a fazer o mesmo.” Dá um novo trago no cigarro. “Ele acabou de se formar em Durmstrang, queria dizer que foi com louvor porque ele costumava ser um bom aluno, mas put* que pariu. De todos os anos, o último na academia russa foi o mais fodid*o de todos.” Solta a fumaça devagar. “Ele sempre foi um cara muito silencioso e isso não costumava ser uma coisa boa, pelo menos pra mim.” Cruza as pernas.

“Mas, ele dificilmente ignora quando falam com ele e foi assim que nos tornamos amigos. O cara tá sempre lendo ou fumando ou ambos. Esse hábito de fumar eu acabei adquirindo dele que já chegou na escola com os pulmões à la Chernobyl. Quem fuma antes dos onze anos de idade? Pois é, o Allan e com certeza um monte de gente por aí. Fod*-se, tô nem aí.” Traga novamente. “Levei uns três anos pra saber o que realmente tinha acontecido com ele e entendi o porquê era tão travado, o que acabou sendo totalmente compreensível pra mim. A mãe dele faleceu e para um garoto que tinha o costume de ter a companhia da mesma para praticamente tudo em sua vida, perdê-la num súbito deve ter sido e foi uma porrada muito grande.” A fumaça exala enquanto fala.

“Mas, como a vida não estava satisfeita em f*der a cabeça dele, a irmã dele morreu no ano passado e da mesma forma que a mãe dele. Porque né, ambas se mataram. É… muito pesado. O que já era complicado, piorou. Tenho quase certeza que, na cabeça dele, ele se culpa por isso. O que não faz sentido algum, é claro. Mas, é o que acho. Nunca conversamos abertamente a respeito disso e sei que não é uma ferida que se cura de forma fácil. Mas, ele sabe que pode contar comigo pro que precisar, até porque, a gente mora junto.” Traga novamente. “Pois é e foi convite do Allan, nem pedi nada não. No último dia em Durmstrang, tivemos uma despedida muito fod*, extremamente do caralh*, tinha um parque de diversão, cara! E podia dizer que Allan estava feliz naquele dia ou parcialmente feliz, porque vê-lo sorrindo não é algo muito comum.”

Respira e solta a fumaça. “E no meio da nossa comemoraçãozinha, o diretor da dinastia se dispôs a ajudar ele, o que achei super da hora e deixou com ele a chave de um loft na França. Como o pai do Allan não liga muito pra ele, o que não entendo até hoje, é legal ver que outros adultos se importam. Mas também, o que dizer de um cara que não deixou a própria filha ter um enterro decente? Só pode ser um filho da put*.” Dá o último trago. “Tem muita coisa sobre o Allan que eu gostaria de falar, mas acho que já falei demais e pelo amor de David Bowie, não fala pra ele que te contei o nome dele todo ou ele vai me matar. Acho que ele não conta porque é uma lembrança da mãe dele e… depois de tudo o que aconteceu… é relativamente compreensível. Não acho que é algo que ele queira apagar, mas também não é algo que o agrade.”


[Bicho Papão] - Maior Medo: Goteira.
[Dementador] - Memória: O corpo de sua mãe, morta, na banheira.
[Testrálios] - Viu a Morte?: Não.

Este perfil já foi visualizado 80 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 28/01/2021 às 12:38:50