Dados Básicos do Fórum:

Na Zonko's não citamos nenhum dos personagens dos livros ou filmes. Vivemos no mundo mágico, mas nem Harry Potter, Voldemort, Dumbledore, Comensais da Morte e etc. existiram em nosso mundo, com isso você não pode usar nenhum sobrenome dos personagens dos filmes ou livros. O fórum encontra-se nos dias atuais, no ano de 2013 d.c. e as condições climáticas variam de dia para dia e de tópico para tópico, conforme você poderá observar. O nosso período letivo dura oito meses contando com as férias. Nossos adultos recebem por dia de presença e seus tópicos em ON lhe renderão pontos e goldens (nossa moeda). Você nunca poderá interpretar a ação de outro personagem (salvo com autorização), mas poderá interpretar livremente o seu personagem (seja sempre coerente), lembrando que toda ação possui uma reação. A capital do Mundo mágico está localizada em Vaduz, Liechtenstein.

Últimas publicações do Livro Vermelho:

Título Autor Visitas Data
Diário do Josh - Últimos dias antes da escola. Joshua P. A. Nolan 3241 17/01/2019 às 11:12:01
Chegada à Durmstrang Mihail Weylin 2712 22/11/2018 às 18:19:24
É LUFA - LUFA!! Oh Ha Na 3800 08/09/2018 às 18:24:13
Indo para Hogwarts! Oh Ha Na 2902 08/09/2018 às 18:20:17
A súcubo do Apocalipse Lilith Ambrew 2832 08/09/2018 às 09:11:11

Central de Ajuda Zonko's:



Entre em contato por: [email protected]

Eslovaquia Patrick Crvénkovski [ 5216 ]

Situação Atual: CADASTRO NORMAL E ATIVO

  • Patrick Crvénkovski
  • 3° Ano Slytherin
  • 3° Ano Slytherin

  • NOME COMPLETO

    Patrick Crvénkovski

  • RAÇA

    Humana

  • CLASSE

    Mágica

  • ALTURA

    1,70m

  • PESO

    60kg

  • OLHOS

    Verde Claro

  • CABELOS

    Castanho Claro

  • SEXO

    Masculino

  • OPÇÃO SEXUAL

    Bissexual

  • IDADE

    13 anos

  • DATA DE NASCIMENTO

    27/05/1998

  • SIGNO

    Gêmeos

  • NOME DO PAI

    Krusha Crvénkovski

  • NOME DA MÃE

    Miinkavski Crvénkovski

  • ORIGEM SANGUÍNEA

    Sangue Puro

  • LOCALIDADE

    Hogwarts

  • CIDADE/PAÍS

    Ružomberok/Eslovaquia

  • RELACIONAMENTO

    Solteiro

  • NÍVEL

Poder, jamais ei de o sentir como o sinto em mãos, como o tenho ou creio ter. Autoconfiança, jamais terei-a de modo imaginável conforme igual o que me tenho. E por estas não me sou autocentrado e positivista; pelo contrário; sou-me preocupado com o bem em comunhão com todos e a minha positividade és-me esplendor do que cultivo no humor. Sou-me feito de sentidos simplórios, apenas profundos que corroem o âmago: tantas dores, tanto choro, tantas querências, tão coisas tantas... Sou dramático de essência e não culpo o que passado fora e fizera parte do meu gênio, apenas sou-me assim: doloroso por demais sentir, demais ver, demais crer e por demais disseminar o que me acredito. Sempre há uma chance às coisas, sempre há um ponto às coisas, sempre deve ser cultivado o amor para tudo, sempre.


Perguntar-se podem o que faço de fato na casa de Salazar, mas ei a explicação dos meus dias para com esta dúbia realidade nos olhos alheios: além de me ter como um grande sentidor, autovoltado para o que dentro das pessoas está e para o melhoramento diário do bem comum, sou-me seguro e me vivo em buscar aos sonhos meus. Tão simples, tenho meus almejos – utopias que jamais realidade farão num mundo provido de egoísmo e de julgamentos – e que me fazem um sonhador crédulo de suas buscas, que me fazem eu. Contudo é-me assim a busca pelo poder. Meus anseios por mais não são tão egoístas quanto a sociedade que vejo, mas é tamanho poder que medir jamais poderá ser numa escala de expectativas. É um bem, um querer e uma conquista que não será feita. Uma utopia ambiciosíssima ao poder.


A minha vida quando criança fora conturbada, mas ressalvo o fato de tudo ter-se por essência direito há uma chance, uma evolução, um aprendizado. Mãe e pai, eram bruxos poderosos na época, ambos completavam-se em sonhos, ganância e poder, ambos eram parecidos. Até que dia pai descobre que ela o traía com outro bruxo e, então a mata a sangue frio na frente de um garoto de cinco anos chamado eu. Tão frios, tão secos; minha família tinha teor este guardado por sua vida, por seu apenas ser. Eram todos assim e eu, continuo... Sou-me algo gélido de fulgor quando ato tenho de executar, mas não condiz nisto que a perspicaz da emoção não me seja sentida ao ventre. Sou sensível e possível de erros mesmo sendo confiante.


Mãe morreu e meu pai ficara foragido, fora procurado perante anos por aurores até que o acharam e hoje reside ele na prisão mais tensa existida, Askaban. Creio-me que esteja ele já indo-se à morte, salvação não há para mente que recriminada é por suas dores mais tremendas e seu sofrer mais ferrenho. Acredito-me que sua essência esteja esvaindo-se e que em pouco teremos o noticiado falecimento, mas tudo bem, acontece.


Morei estes anos todos com a minha avó, que por esta tenho-me carícias longínquas de me expressar o que me sinto por ela. É apenas sensacional a pessoa que mais amo e, é-me extremamente bom manter notas para com ela. Vivemos assim, como se unido estivéssemos por lados todos à fora, como ligação, como corrente. Amor. Hoje vivemos em Londres por causa dos estudos que presto, por muito mantive-me afastado dos mesmos e hoje volto-me pouco a pouco para os concluir. E por fim, sou esta imensidão densa de sentimentos profundos, mas de ações, sensações, ambição e competitividade, sou o que sou e mudar não há como. Quero poder! Obrigado pela atenção.


[Ojesed] - Maior Sonho: Em construção...
[Bicho Papão] - Maior Medo: Dementador, ser que aprisiona amargura aos outros, que tristeza traz à realidade dos beijados, que dor pesante manifesta.
[Dementador] - Memória: Morte da mãe.
[Testrálios] - Viu a Morte?: Sim.

Este perfil já foi visualizado 670 vezes. Atualizado pela ultima vez em: 09/10/2014 às 15:30:49